Fui criado em Serafina Corrêa RS, estudei em escola pública, lá tinha a magrela, o oreia, os perna de saracura, a olívia palito, a nanica, o mandioca o Ludo a coalhada azeda, o bafo de jibóia, a tanajura, quatro oio, o gordinho, todos eram zuados como brincadeira. Não era BULLYING.
Éramos humildes e felizes.
Não tínhamos transporte escolar, bolsa família nem cesta básica.
As enciclopédias eram nossa fonte de aprendizagem e pesquisas de estudo eram feitas na biblioteca da escola.
SOU DO TEMPO EM QUE:
Eu ia na venda/bar/bolicho e com 1 real saía de lá com um monte de bala, pirulito, chicletes e doces de suspiro é aquele sorvete com um balão grudado em cima.
A frase:”peraí mãe”, era pra não sair da rua e não do computador, celular ou tablet.
Apanhava de cinto, chinelo, ficava de castigo e nem por isso me tornei rebelde sem causa…
Crianças tinham brinquedos e não celulares…
Crianças colecionavam figurinhas, cartão telefônico, bola de gude, não namorados ou namoradas.
Batia nas figurinha e não nos colegas e nos professores (aliás professor era muito respeitado e admirado).
Em filas, entoávamos o Hino Nacional com a mão no peito antes de entrar pra sala de aula. Brincávamos de rodas e cirandas, esconde-esconde, perna-de-pau, jogávamos queimada, andávamos de bicicleta jogávamos bolita, bola na rua, andávamos de skate, usava roupas infantis e não me vestia como adulto.
Assistia pantera Tico e Teco, Flintstones, Pica pau, caverna do dragão, etc. Tocava a campainha e corria. Tinha dever de casa para fazer e educação física que visava desempenho.
Não importava se meu amiguinho era negro, branco, pardo, pobre ou rico. Menino ou menina todo mundo brincava junto e éramos felizes…
Saudades da época em que a chuva tinha cheiro de terra molhada … e a gente podia correr no meio fio durante a chuva, era a maior alegria!
E a felicidade morava dentro da gente …
A nossa única dor era quando usávamos merthiolate…rsrs
Boas lembranças e a certeza de que éramos felizes !!!

Se você também passou por isso, copie e cole no seu mural.
Hoje tudo está totalmente diferente muita violência e pouco amor ao próximo. Não falta amor, falta amar!

 

Fonte: Internet

Deixe um comentário

Ouça Rádio Liberal FM, Clique aqui!
Veja estudio da Rádio Liberal FM, Clique aqui!