Mandados de busca e apreensão foram registrados na manhã dessa terça-feira (18)
Durante a manhã desta terça-feira (18), Policiais Civis da Delegacia de Polícia de Repressão aos crimes contra a Administração Pública e Ordem Tributária, sob o comando do delegado Max Otto Ritter, de Porto Alegre, além de representantes do Conselho Regional de Farmácias (CRF), se deslocaram até três farmácias localizadas em Antônio Prado, Ipê e Nova Roma a fim de comprovar denúncias de fraudes no preço dos medicamentos.

Segundo informações da Procuradoria-Geral do Estado, órgão que denunciou as possíveis fraudes há mais de um ano, as irregularidades no orçamento são relacionadas à medicamentos em caso de pacientes que vão à justiça para exigir que o estado pague os remédios, devido ao alto custo. Ainda segundo as informações, as farmácias cobravam valores acima do preço de mercado ao repassarem os medicamentos.
Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão nos estabelecimentos e nas casas de dois empresários, que são denunciados por estelionato, falsidade de documentos e associação criminosa.

Ainda não temos informações sobre o nome dos empresários alvos da operação.

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Luiz Augusto Filipini

Deixe um comentário